fbpx

Deputados pedem mais políticas públicas para crianças e adolescentes do RN

Durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira (27), no horário destinado aos deputados, Vivaldo Costa (PSD) e Coronel Azevedo (PSC) se pronunciarem a respeito da ausência de políticas públicas em prol das crianças e, também, das medidas do atual governo com relação aos militares estaduais.

Primeiro a discursar, o parlamentar Vivaldo Costa trouxe a temática das crianças para o Plenário da Casa Legislativa.

“O que me traz à tribuna hoje é falar sobre a criança brasileira, nordestina e potiguar. Sou médico pediatra há mais de 50 anos, e tenho pelas crianças um carinho especial. E, como profissional, eu aprendi que a infância é a base de tudo. Se a gente quiser viver num país onde exista ordem, disciplina e justiça, nós temos que investir massivamente muito nas crianças”, opinou.

Segundo Vivaldo, “a realidade do Brasil é muito diferente. As crianças são renegadas e jogadas ao segundo plano. Não existem mais políticas públicas para essa parcela da população. Construíram os CAICs, e não colocaram para funcionar. Não se investe em creche, que é fundamental em toda cidade, para permitir a socialização, o complemento alimentar e dar oportunidade às mães de terem um emprego. Além disso, nega-se às crianças o direito de frequentar escola em tempo integral”, repudiou.

Por fim, o deputado fez um apelo aos 167 prefeitos do RN. “Peço que vocês se tornem amigos das crianças, oferecendo oportunidade e investimento para elas. Tudo é possível quando se investe na criança. Esse abandono é lamentável e certamente as levará para a marginalidade. Aí depois a própria sociedade se revolta e pede que a polícia mate os adolescentes marginalizados. Isso não resolve nada. Portanto, o meu pronunciamento hoje é para clamar por políticas públicas para as nossas crianças, em todos os municípios do RN”, concluiu.

Na sequência, o deputado Coronel Azevedo teceu críticas ao Governo do Estado pela punição a um policial militar que, na folga, prendeu um homem que roubava cabos elétricos.

“Quero tratar de um assunto que para muitos é absurdo. Creio que nenhuma pessoa de bem no Estado achará normal e aceitará esse tipo de procedimento feito pelo Governo do RN. Um sargento da PM foi punido por prender um bandido que estava roubando cabos elétricos. Já são 11 policiais mortos este ano no Estado, e a govenadora continua discriminando os militares. Isso é um absurdo”, recriminou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: