fbpx

Dois vereadores do Assu ganham quase R$ 4 mil da Saúde sem trabalhar

A funcionária e apadrinhada do prefeito e do deputado do PR, recebe sem trabalhar R$ 1.712.22 por mês

Enquanto o prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR, procura camuflar sua perseguição política contra o vereador Xavier Enfermeiro, alegando que a Unidade de Saúde do Panon, precisa dos seus serviços para justificar a sua transferência do seu Centro Clínico na cidade para a zona rural, os vereadores aliados do governo, Elisângela Albano e João Paulo, não aparecem para dar expediente na Secretaria de Saúde e os dois ganham dos cofres do município, quase R$ 4 mil para não trabalharem.

Apesar da despesa com a vereadora Elisângela Albano, funcionária da vigilância na Saúde ( R$ 1.712.22) e do vereador João Paulo, no cargo de motorista de ambulância (R$ 2.052.30), graças a proteção política do deputado estadual do PR, George Soares, o seu irmão e prefeito Gustavo Soares, não toma nenhuma medida para forçar os dois vereadores da sua tropa de choque a trabalhar no atendimento a população, na Secretaria de Saúde.

Funcionário da Prefeitura, vereador João Paulo, recebe por mês no cargo de motorista de ambulância (R$ 2.052.30) sem trabalhar

No total, a Prefeitura do Assú, está gastando mensalmente com os dois vereadores que ganham sem trabalhar e sem dar um prego numa barra de sabão, quase R$ 4 mil. Por ano, isso representa uma despesa no valor de R$ 48 mil e durante até o final do mandato do prefeito Gustavo Soares, eles vão embolsar a quantia de R$ 192 mil, por pura proteção política.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: