“É necessário união”, diz Marinho ao oficializar apoio à pré-candidatura de Paulinho Freire

O senador Rogério Marinho (PL), líder da oposição no Senado Federal, anunciou oficialmente, nesta terça-feira (23), seu apoio à pré-candidatura de Paulinho Freire (União Brasil) à prefeitura de Natal. Durante o lançamento do projeto, Marinho destacou a importância de uma união partidária para fortalecer valores fundamentais para a sociedade. Ele ressaltou que o PL compartilha a responsabilidade de defender esses valores e expressou a necessidade de retomar a cadeira da presidência da República.

“A pré-candidatura de Paulinho Freira é fruto de quase cinco meses de conversas que aconteceram com vários líderes partidários, que aqui estão, inclusive, internamente dentro do PL. O Sargento Gonçalves, General Girão, o presidente do nosso diretório municipal, coronel Hélio, a nossa presidente do PL Mulher, Roberta Lacerda, todos nós estamos imbuídos de um mesmo sentimento, apresentarmos a Natal um projeto que, ao mesmo tempo que impeça que nós caíamos numa situação em que a esquerda, com essas pautas que agridem o direito de propriedade, das famílias, que jogam contra quem empreende, produz na cidade de Natal e no Rio Grande do Norte, temos que evitar que isso aconteça e para isso é necessário união, para não repetirmos o que aconteceu em 2020, quando a direta saiu com quatro candidaturas e, juntas, tiveram menos de 17% dos votos. Nós temos que ter inteligência, e a estratégia necessária para vencermos a eleição, implantando as nossas pautas e nos prepararmos para 2026”, explicou.

Além disso, o senador argumentou que Natal, única capital do Nordeste sem sua orla urbanizada, necessita de uma mudança para superar duas décadas de estagnação, apontando para a vocação turística da cidade como um fator crucial a ser explorado.

“Estamos há 20 anos estagnados, e não faltaram recursos, não faltou apoio, não faltaram condições para que nós (pudéssemos) reverter a situação. Eu falo isso, porque Natal é uma cidade que tem uma vocação turística. Então, precisamos sair dessa armadilha que nos encontramos. Tanto Carlos Eduardo como Álvaro Dias são duas faces da mesma moeda, do imobilismo e da estagnação da cidade”, pontuou.

Sobre a possibilidade do PL indicar o vice na chapa com Paulinho Freire, o senador explicou “nós vamos conversar internamente, vamos conversar mais com o General Girão, Gonçalves e demais membros do partido, a exemplo do que fizemos durante cinco meses, a nossa decisão é amadurecida. É importante colocar que, mesmo ouvindo todo mundo, o partido tem um presidente no diretório estadual que tem a responsabilidade de, ouvindo seus integrantes, tomar decisões que levem em consideração um projeto de partido, do grupo e a nossa afinação com o projeto nacional”, pontuou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.