Edital oferece bolsas de pós-graduação, no exterior, para mulheres

O edital Atlânticas – Programa Beatriz Nascimento de Mulheres na Ciência é uma das iniciativas construídas pelo Ministério da Igualdade Racial (MIR) em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério das Mulheres (MM) e Ministério dos Povos Indígenas (MPI), que visa aumentar a presença e permanência de mulheres negras, quilombolas, indígenas e ciganas na ciência brasileira.

Com investimento de R$ 6 milhões para concessão de bolsas para doutorado-sanduíche e pós-doutorado no exterior , as jovens pesquisadoras poderão enviar suas inscrições por meio da plataforma do CNPq até o dia 31 de janeiro. As selecionadas contarão, de acordo com a modalidade da bolsa, com auxílio instalação, seguro saúde e auxílio deslocamento.

Sobre a oportunidade que o edital representa para pesquisadoras de qualquer área do conhecimento, a Diretora de Política s de Ações Afirmativas, Layla Carvalho, afirma “o Atlânticas tem como finalidade fortalecer o percurso formativo e a carreira de pesquisadoras negras em nível de doutorado e pós-doutorado em todas as áreas de conhecimento. O programa está voltado para amplificar as vozes produtoras de ciência no país e criar oportunidades para que essas pesquisadoras produzam redes de contato dentro e fora do País, amadurecendo suas pesquisas e conhecendo outros espaços de pesquisa e produção acadêmica.”

As pesquisadoras que pretendem se candidatar a bolsa de doutorado sanduíche devem estar matriculadas em um programa de doutorado reconhecido pela CAPES, ter anuência do orientador e do coordenador do curso de pós-graduação, bem como ter conhecimento do idioma utilizado na instituição de destino que pretende se candidatar. Enquanto as candidatas para bolsa de pós-doutorado devem ter doutorado completo e dedicação exclusiva às atividades programadas na instituição de destino.

A iniciativa visa investir na carreira acadêmica dessas pesquisadoras e gerar novas oportunidades a médio e longo prazo. Para a Diretora de Políticas de Ações Afirmativas, “o programa contribui para a internacionalização da pesquisa de doutorandas e doutoras assim como gera oportunidades para pessoas que têm a continuidade das suas carreiras acadêmicas dificultada pelo pequeno número de vagas nos concursos para docente e a falta de cumprimento da lei de cotas em muitas universidades no País”.

As inscrições são realizadas na Plataforma do CNPq.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.