Eleitores de Lula gostam mais do STF

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira, 26, indica queda de 10 pontos na reprovação do Supremo Tribunal Federal (STF) desde dezembro. A reprovação (“ruim ou péssimo”) caiu de 38% para 28%, alcançando o segundo menor índice desde 2020, quando o instituto começou a questionar sobre a avaliação do tribunal.

A aprovação (“ótimo ou bom”) do Supremo segue a mesma desde dezembro: oscilou de 27% para 29%, dentro da margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos, enquanto o índice regular foi de 31% para 40% — o Datafolha ouviu 2.002 pessoas de 16 anos ou mais em 147 municípios nos dias 19 e 20 de março.

Na série histórica do Datafolha, o STF nunca ultrapassou 31% de aprovação.

Lulistas

Os números mudam consideravelmente quando se distinguem os apoiadores de Lula e de Jair Bolsonaro na pesquisa. Entre os simpatizantes do PT, que na época do julgamento mensalão não queriam nem olhar para o STF, 49% consideram o STF ótimo ou bom atualmente.

“Entre os que consideram o governo Lula ótimo ou bom, o índice chega a 55%”, diz a Folha de S.Paulo.

Bolsonaristas

Já entre os apoiadores do PL, 65% reprovam o trabalho do Supremo, assim como 63% dos que classificam o governo Lula como ruim ou péssimo. “Também reprovam mais os ministros aqueles que são mais instruídos, tendo completado curso superior (41%)”, diz a Folha.

O STF passou os últimos meses esgrimindo com Bolsonaro, acossado por uma série de investigações, todas elas autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes.

Ironicamente, hoje Moraes é um dos poucos ministros do Supremo que não foi indicado por petistas. Com a posse de Flávio Dino em 22 de fevereiro, o STF passou a ter sete dos 11 ministros indicados pelos petistas Lula e Dilma Rousseff.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.