Em busca de melhorias, vereadoras Lucianny, Avinha e Karielle fiscalizam o Hospital Regional em Assú e mostram que faltam medicamentos básicos da clínica medica e do setor cirúrgico


A cada ataque da base situacionista do prefeito Gustavo em Assú e do deputado George, as vereadoras Lucianny, Avinha e Karielle respondem de forma diferente e eficiente, evitam bater boca e fiscalizam in loco, mostrando os reais problemas que estão sendo silenciados pela situação.

Recentemente, as vereadoras foram ao Hospital Regional Dr. Nelson Inácio, com a intenção de buscar melhorias, e foram fiscalizar as denúncias que recebem de falta de insumos, EPIS e medicamentos.

A Farmácia geral explicou a logística e distribuição para os setores, o pedido e o planejamento para central de distribuição, e o que ficou claro é o descaso do Governo de Fátima Bezerra com o povo e os profissionais que atual lá, pois falta medicamentos básicos da clínica médica e do setor cirúrgico.

Uma realidade triste é que de 17 itens pedidos da UTI, 10 estavam em falta e essa é uma situação que não pode esperar, pois quem entra para ser atendido, não pode ser deixado em cima de uma maca porque falta algo para que o funcionário possa exercer seu trabalho.

Falta amoxicilina, dipirona, meropenem, prometazina, captopril, gorro, avental, cateter, lâmina de bisturi, fraldas, seringas, ataduras, dentre outros itens que impedem que os funcionários exerçam suas atividades, e o mais triste, que a população tenha o devido atendimento que precisa naquele momento.

A situação liderada pelo deputado George, apoiada pela base de vereadores, o prefeito Gustavo e o dentista Lula Soares, enganam a população na cara dura, inventam histórias, e atacam a oposição, que nada mais faz do que buscar melhorias, dar voz a população carente que vai ao Hospital e não o atendimento que precisa.

E diante desse vídeo que revela o descaso da gestão estadual para com a população, uma coisa fica clara, contra fatos não há argumentos.

confira o vídeo aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.