fbpx

Em fevereiro, adutora Mossoró-Assú entra em operação

Operários estão instalando a tubulação da adutora emergencial

A obra da adutora emergencial que atenderá as cidades de Mossoró e Assú está em andamento. Com extensão de 11 quilômetros, a nova adutora capta água do volume morto da adutora Armando Ribeiro Gonçalves. No valor de de R$ 5 milhões com recursos próprios, a obra oferece mais uma alternativa operacional à Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) pois garante novo ponto de captação e poderá ser usada no período de estiagem e também após a chegada do inverno.

No momento, está sendo assentada a tubulação no trecho entre a Estação de Tratamento de Água da adutora Jerônimo Rosado até um novo ponto de captação dentro da barragem Armando Ribeiro, aonde está concentrado o chamado volume morto do manancial. A tubulação é de 600 milímetros e quando entrar em operação no mês de fevereiro irá substituir a captação da adutora Jerônimo Rosado que está localizada às margens da BR-304, próximo à ponte sobre o rio Açu., segundo informações da Tribuna do Norte.

A obra da adutora emergencial segue da Estação de Tratamento de Água (ETA) passando pelas comunidades de Poassa, Cumbi e Casa de Madeira que ficam às margens do rio Açu. A partir da ETA, as cidades de Mossoró e Assú continuam a ser abastecidas pela tubulação já existente da adutora Jerônimo Rosado. Com a conclusão da obra, a Caern ficará com duas opções de captação na barragem Armando Ribeiro para atender as cidades de Mossoró e Assú.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: