Em posse de Lewandowski, Lula diz que PF não persegue ninguém e garante combater crime organizado

Na cerimônia de posse de Ricardo Lewandowski como ministro da Justiça e Segurança Pública nesta quinta-feira (1º), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva exaltou o novo titular da pasta, disse que a Polícia Federal não persegue ninguém e prometeu combate ao crime organizado, inclusive com a colaboração de outros países.

“A única coisa que eu quero que tenha certeza é que estou indicando para ser ministro da Justiça um homem que eu respeito, que tenho 100% de confiança, e tenho certeza que você vai, como Flávio Dino, passar para a história na criação do funcionamento, normatizando a atividade do Ministério da Justiça. Ninguém persegue ninguém. A Polícia Federal não persegue ninguém”, afirmou Lula.

“O governo federal não quer se meter a intrometer a fazer a política de segurança nos estados. O que nós queremos é construir com os governadores a parceria necessária para que a gente possa ajudar a combater um crime, que eu não chamo de coisa pequena”, completou.

Durante seu discurso, o presidente voltou a falar que o crime organizado é uma indústria multinacional. “Se a gente quiser pegar do futebol ao poder judiciário, a classe política e a classe empresarial, o crime organizado está metido e comunado com gente nos Estados Unidos, na França, na Suécia, na Holanda, ou seja, é uma multinacional com muito poder. Não apenas o teu trabalho de ajudar a combater [a criminalidade] aqui [no Brasil], mas o trabalho de construir com outros países o enfrentamento a uma indústria do crime, de roubo do dinheiro público e de sofrimento da população mais pobre.”

Leia mais

R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.