Ex-presidente da Petrobras e do BB, Bendine é denunciado na Lava-Jato

Ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine foi denunciado nesta terça-feira pela força-tarefa da Lava-Jato pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa e embaraço à investigação, pelo suposto recebimento de uma propina de R$ 3 milhões da Odebrecht. O objetivo seria para proteger a empreiteira após assumir a presidência da Petrobras.

Além de Bendine, outras seis pessoas foram denunciadas, incluindo o marqueteiro André Gustavo Vieira da Silva, preso assim como ele na 42ª da Lava-Jato, e Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira que leva seu nome. O Ministério Público Federal (MPF) pediu 25 anos de prisão para Bendine.

“Os elementos de prova são fortes em demonstrar que Bendine, enquanto presidente da Petrobras, recebeu propina para favorecer a vida da Odebrecht na Petrobras”, afirmou o procurador Athayde Ribeiro da Costa.

Os pagamentos foram intermediados pela empresa de publicidade de André Gustavo Vieira da Silva. Segundo o procurador, Bendine e André também combinaram e efetuaram o recolhimento de impostos para dificultar o trabalho investigativo.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: