Exército reclama de contingenciamento do governo Temer

Resultado de imagem para comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas

O comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, usou as redes sociais para criticar o aperto orçamentário que a Força terrestre está sofrendo. Segundo informações obtidas pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, os recursos hoje disponíveis nos caixas do Exército são suficientes para que se chegue apenas até o mês de setembro.

“Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao @exercitooficial. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites”, disse o general no Twitter. Segundo fontes militares, o contingenciamento está praticamente paralisando os programas estratégicos do Exército, como o Sisfron, sistema de vigilância de fronteiras.

A principal queixa é de que o governo federal impõe seguidas missões aos militares em todas as áreas, mas a equipe econômica não repassa os recursos necessários para o desempenho dos trabalhos. A última delas foi no Rio de Janeiro, com uma nova ida de tropas para as ruas para tentar oferecer segurança à população do Estado, comandado por um correligionário de Michel Temer.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: