fbpx

FARRA DA PROPAGANDA: Gustavo Soares e Fabielle vão torrar quase R$ 1 milhão com publicidade por 5 meses em plena pandemia

O comportamento do prefeito de Assú, Gustavo Soares é semelhante a de seu pai, o maior vigarista da cidade de Assú, que já foi condenado em diversos processos por falcatruas na época que era prefeito, e aprendeu direitinho a “artimanha” de fazer contratos milionários com serviços que não são essenciais.

O prefeito Gustavo Soares e a vice Fabielle que são a chapa “mídia”, fazem muito alvoroço nas mídias, mas não passam de enganadores e realmente não gostam do povo do Assú. Pois, com uma pandemia que se alastra há quase um ano e meio, centenas de famílias desempregadas e sem perspectivas, eles decidem torrar quase R$ 1 milhão de reais com publicidade durante 5 meses.

A decisão de torrar quase R$ 1 milhão em apenas 05 meses é suspeita, pois a Prefeitura do Assú já tem diversos contratos com rádios, jornais, além de ter uma equipe na Secretaria de Comunicação, o que em tese não justificaria essa contratação, a não ser que fosse ser extinta a secretaria.

Por mês serão gastos mais de R$ 171 mil reais com publicidade, que ninguém consegue imaginar qual a real necessidade e urgência de se torrar essa dinheirama toda com peças publicitárias para uma cidade em que já se paga a uma emissora de rádio e já se produzem materiais que enchem a grade de programação.

Qual a necessidade de se gastar em plena pandemia? Qual o público que eles querem alcançar? Será que é para auto promover ações conjuntas do Governo do Estado e do mandato do deputado George Soares em ano pré eleitoral?

Várias perguntas que estão nas rodas de conversas e que devem servir de base para que o MP entre em campo na fiscalização desse contrato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: