fbpx

George Soares passa ‘cheque sem fundos’ para Paróquia de Assú que adia evento LouvaAssú

Com cheiro de enganação, desde que fez a promessa, no dia 24 de junho em praça pública, quando o deputado estadual George Soares, do PR, assumiu compromisso de que a Fundação José Augusto iria destinar uma emenda parlamentar de sua autoria no valor de R$ 80 mil para bancar a festa LouvaAssu – o padre da Paróquia do Assú Dian Carlos, esta usando a rede social do WhatsApp, para justificar o adiamento do evento que aconteceria agora em outubro e ficou agora marcado para os dias 8, 9 e 10 de dezembro.

Além de anunciar o adiamento do LouvaAssu, o padre afirmou que “da parte da Paróquia para o Louvassu tudo está pronto faz mais de  4 meses, porém o que depende da Prefeitura que é contrato das Bandas, Trio, palco, som e outros não foi possível até agora devido uns entraveis com a legalidade da justiça, documentos e licitações”. O vigário aproveitou para agir como cabo eleitoral na defesa do deputado George Soares, pediu desculpas aos fiéis ‘por tanto tempo para uma decisão concreta’ e garantiu que “não foi mal intenção e nem falta de esforços”.

No texto enviado a grupos do WhatsApp, o padre diz que “este compromisso da prefeitura conosco, se deve a uma verba de 80 mil que nos foi doada pela fundação José Algusto por meio do deputado George Soares, porem esta para ser executada necessariamente precisa passar pelo município pois o dinheiro não pode ser repassado direto pra paróquia”.

Na prática, o deputado George Soares passou um cheque sem fundos para a Paróquia do Assú que foi obrigada a adiar o evento. O prefeito Gustavo Soares, ainda não teve tempo avalizar o cheque do irmão e deputado, empurrando assim com a barriga, a realização do Louva Assú.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: