fbpx

Getúlio Rêgo faz um apelo para que Regulação do RN agilize procedimentos

O serviço de Regulação da Secretaria de Saúde Pública do RN (Sesap) mais uma vez foi tema de pronunciamento do deputado Getúlio Rêgo (PSDB), que está atento às necessidades do setor. O parlamentar voltou a cobrar do governo estadual providências para agilizar a marcação de procedimentos.

“É algo insuportável o que a população está passando, pela lentidão na liberação dos procedimentos mais emergenciais. Imagine um paciente que sofre dores insuportáveis, tomando medicamentos, como morfina, com laudo médico do disponibilizado desde julho e que até hoje está agonizando no seu leito, sem a chance de diminuir o sofrimento e aplacar suas dores. Isso em todos os municípios do Estado”, preocupa-se.

O parlamentar citou o caso de um paciente que está em Umarizal sem condições de ficar em pé, mas recentemente precisou ser deslocado três vezes para o pronto socorro a fim de tomar medicações fortíssimas para aliviar o seu sofrimento.

“O que está acontecendo no RN é que a regulação, de responsabilidade da Sesap, está obrigando as pessoas que moram, por exemplo, no médio oeste a irem primeiro até Pau dos Ferros, quando lá não tem resolutividade para o seu atendimento. Passam dois a três dias aguardando transferência para só depois irem para Natal”, questiona Getúlio.

Outro aspecto do problema citado pelo deputado Getúlio Rêgo foi quanto aos procedimentos de alto custo, que dependem da atuação da Defensoria Pública para que aconteçam e elevam os custos.

“As ações judiciais têm oportunizado ao poder público resolver problemas no curto prazo, quando a Defensoria ingressa de forma muito ágil para essas pessoas possam ser atendidas, mas isso custa muito mais caro, sendo pelo menos cinco vezes o valor normal. É necessário a Sesap flexibilizar o fluxo dos pacientes, além de ser em respeito à dignidade humana, é algo que custa muito menos ao Estado”, encerrou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: