Governo dará bolsa de R$ 6,5 mil para 140 startups de inovação

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em parceria com o Sebrae, lançou a quarta e última fase de um programa para estimular o ecossistema de inovação no País. O edital do programa Catalisa ICT, apresentado pela ministra do MCTI, Luciana Santos, prevê a seleção de 140 startups com projetos de inovação para receberem bolsas durante 9 meses.

O edital prevê a reserva de 30% das vagas para empresas da região Norte, Nordeste ou Centro-Oeste. Serão analisados critérios de potencial de mercado, diferencial tecnológico, impacto, capacidade de execução, viabilidade financeira e coerência nos projetos.

Até dois sócios das startups precisam ser pesquisadores e poderão receber a bolsa, no valor de R$ 6,5 mil mensais. Nesses termos, cada empresa poderá ser beneficiada com até R$ 117 mil pelo programa. Além dos recursos financeiros, também são previstas capacitações e fomentos para os vencedores. As propostas podem ser submetidas até 31 de janeiro.

Para participar, as startups devem inscrever um projeto de inovação que tenha potencial para atender a uma demanda do mercado ou da sociedade, nas áreas de saúde, tecnologia da informação, agropecuária, indústria extrativista, entre outras.

O projeto deve apresentar nível de maturidade tecnológica (Technology Readiness Level, ou TRL) igual ou superior a 5 – essa escala vai até 9. As propostas não podem resultar em danos ao meio ambiente ou “atentar contra a moral e bons costumes”.

Cada proponente, além de vinculado com a startup inscrita, deve ter currículo cadastrado na Plataforma Lattes do CNPq e vínculo com programas de pós-graduação recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, na condição de estudantes de mestrado ou doutorado, ou já formados.  A inscrição pode ser feita no site do programa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.