Governo gasta R$ 480 mil em comida e flores para gabinete de Temer

O presidente Michel Temer (PSDB) no lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2017/2020, em Brasília, nesta quarta

O governo irá às compras para abastecer o gabinete de Michel Temer de alimentos e de flores. Duas licitações abertas há alguns dias preveem, juntas, gastos de quase R$ 480 mil.

MESA COMPLETA

No pregão de registro de preços de comida, a Presidência estima gastar R$ 137 mil em itens como café, chá, leite, achocolatado, geleias, biscoitos doces e salgados, refrigerantes e sucos integrais. O edital lista, por exemplo, o fornecimento de 5 kg de figo seco (R$ 329 no total), 5.000 barrinhas de cereal (R$ 3.500 no total) e 39 mil garrafas de 1,5 l de água (R$ 50.310 no total).

PERFUME

Já as “flores nobres, tropicais e de campo” serão usadas em eventos com a presença do presidente, de ministros e de autoridades estrangeiras, além de arranjos no gabinete pessoal, nas residências oficiais e nas representações regionais. Serão 1.173 arranjos, de flores como orquídeas, rosas e lírios.

EM VIDA

O valor total da contratação, de R$ 341 mil, inclui também serviços de manutenção das plantas. A Presidência vai orçar ainda 32 coroas fúnebres, para o caso de “falecimentos de autoridades”. As informações são da colunista Monica Bergamo, Folha de São Paulo

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: