Governo Temer vai fazer corte adicional temporário de quase R$ 5,9 bi no Orçamento de 2017

Resultado de imagem para temer

O governo resolveu adiar para sexta-feira o anúncio de medidas necessárias para a realização da meta fiscal de 2017. Segundo integrantes da equipe econômica, para garantir o cumprimento da meta do ano, será feito um corte adicional temporário de cerca de R$ 5,9 bilhões no Orçamento.

A ideia é que ele vigore enquanto o governo busca receitas extras para fechar as contas. O aumento dos combustíveis já teria sido assinado devido à viagem do presidente Michel Temer à Argentina, para a cúpula do Mercosul.

A equipe econômica já estava preparada para divulgar hoje um aumento do PIS/Cofins sobre combustíveis para reforçar os cofres públicos e garantir o cumprimento do resultado, um déficit primário de R$ 139 bilhões.

No entanto, mesmo com a medida, as contas não fecharam. Por isso, depois de se reunir com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, o presidente Michel Temer decidiu fazer um aperto adicional nas despesas.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: