Gustavo Soares é o rei que reina mas não governa

O político francês do século 19 Adolphe Thiers cunhou a frase “o rei reina, mas não governa”. Ele se referia aqueles nobres que apesar de possuírem a função de poder decorrente da realeza, não conseguiam exercer efetivamente o seu papel, pois o poder paralelo dominante e adestrador não permitia.

Que todo mundo sabe que Gustavo é rei, mas não governa, isso não é nenhuma novidade. Todos sabem que qualquer decisão no grupo ou na prefeitura só é válida se passar pelo consentimento do deputado George. Sábado na Rádio Princesa, George disse que iria passar a liderança do grupo para Gustavo para condução na articulação e campanha para a eleição a prefeito em 2024.

Agora o que chamou a atenção na entrevista foi que o grande novo líder em 1 hora de entrevista se falou 5 minutos foi muito, fato que só reforça a sua inaptidão e o não reconhecimento verdadeiro de sua liderança, já que o líder é quem conduz e não é um mero boneco de ventríloquo.

Na verdade, o sabido George quer colocar seu irmão como suposto líder para servir de bucha de canhão para sua própria sobrevivência política. Isto porque a performance política de George vem de mal a pior e ele não pode correr o risco de perder uma campanha para prefeito como líder do grupo, o que o enfraqueceria ainda mais e consequentemente comprometeria de vez sua eleição para deputado em 2026, já que sua vida política não está nada fácil, depois que rompeu com João Maia, pois nenhum prefeito que ele enche a boca dizendo que é do seu grupo político prestou solidariedade ao mesmo, mas deixou-o falando sozinho.

Além de que tambem seria um último suspiro pela prefeitura, já que fazendo isso, ele desvincula da campanha diretamente sua impopularidade e a falta de confiança nele das pessoas, assim como seu pai fez com Edgar Montenegro e ele fez com seu pai Ronaldo em relação a condução da prefeitura, dizendo que a gestão atual nada parece com a gestão do seu pai ou de seu avô, confirmado pelo mesmo na própria entrevista. Oh George sabido!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.