Gustavo Soares pode ser o primeiro prefeito do Assú a ser cassado e provando que ninguém é intocável perante a lei

Com mais uma ação de investigação eleitoral em curso, dessa vez revelando um suposto esquema de distribuição de dinheiro e cestas básicas pelos cabos eleitorais dos candidatos Gustavo e Fabiele, que se dava através da utilização de carros da própria prefeitura, os rumores crescem a todo momento na cidade de uma possível cassação.

Os aliados do prefeito Gustavo, querendo diminuir o falatório, alegam que não vai dar em nada esses processos, e de maneira presunçosa, afirmam que não acontece nada com quem tem poder e dinheiro. No entanto,a constituição federal é clara em mostrar que perante a lei, ninguém é intocável, e diante de tantas provas robustas, a chapa Gustavo e Fabiele podem ser os primeiros da história do Assú a serem cassados.

Em Mossoró, Claudia Regina foi um ícone na politica e quando menosprezou a justiça ao ser diplomada, foi cassada sem dó nem piedade. Além disso, já tivemos cassações em Paraú por distribuição de picolés, em Itajá, Ipanguaçú, Pendências, Alto do Rodrigues, Macau, Serra do Mel, e a única cidade que ficou de fora das cassações no Vale do Açú era a terra dos poetas, mas parece que isso vai mudar nos próximos dias.

Nunca na história do Assú, foram obtidas tantas provas robustas com vídeos, mensagens, testemunhas e ligações, mostrando com riqueza de detalhes o jogo sujo de abuso de poder e dinheiro na troca de votos em favor de uma chapa como aconteceu nessa campanha, e de forma organizada, a oposição documentou e apresentou ao Ministério Público, que depois de investigar, deve apresentar as denúncias ao TRE, e a partir daí, tudo corre rápido, tanto para validar a cassação como para anunciar data para as novas eleições.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: