fbpx

Harry diz que Meghan “roubou os holofotes” da realeza britânica

O duque britânico de Sussex, o príncipe Harry, diz que a chegada da nova esposa Meghan “roubou os holofotes” da família real em novo episódio da série da Netflix, lançado na quinta-feira (15).

“Quando alguém que está se casando, que deveria ser ‘um ato coadjuvante’, está roubando os holofotes ou fazendo o trabalho melhor do que a pessoa que nasceu para fazer isso, isso perturba as pessoas, muda o equilíbrio”, diz o príncipe sobre as manchetes dos jornais sobre a crescente popularidade do casal.

Continuando com as imagens de arquivo da princesa de Gales, Kate e o rei Charles cumprindo seus deveres reais, Harry continua: “Porque você foi levado a acreditar que a única maneira de suas instituições de caridade terem sucesso e a única maneira de sua reputação crescer ou melhorar é se você estiver na primeira página desses jornais”.

“Mas a mídia é quem escolheu quem colocar na primeira página”, diz ele, novamente responsabilizando a imprensa britânica.

Harry então continua a comentar sobre como a aparição de Meghan em um evento público com a presença de membros da realeza sênior, incluindo a falecida rainha Elizabeth II, resultou na cobertura de Meghan na primeira página do Telegraph no dia seguinte.

Harry diz que Meghan disse “mas não é minha culpa” e ele respondeu “Eu sei. E minha mãe sentia o mesmo”, referindo-se à sua falecida mãe, a princesa Diana.

Família real e imprensa

O príncipe Harry e sua esposa Meghan fizeram novas críticas à família real britânica em novos episódios de sua série de documental acusando seus assessores de fazer parte de ataques da mídia.

Na primeira parcela de episódios lançada na semana passada, Harry e Meghan lançaram ataques ferozes à mídia sobre o tratamento que receberam, alguns dos quais eles disseram ter sido racista, mas a própria realeza escapou relativamente ilesa.

No entanto, houve maiores críticas a seus parentes e seus assessores nos três episódios finais, acusando-os não apenas de não evitar a cobertura negativa da imprensa, mas de incentivá-la ativamente.

“Já estava claro para a mídia que o palácio não iria protegê-la”, disse Harry.

O casal também foi mostrado conversando sobre um ex-assessor sênior de seu irmão mais velho, o príncipe William, herdeiro do trono, que forneceu evidências em uma ação legal que Meghan moveu contra o jornal Mail on Sunday, que publicou uma carta que ela escreveu para o pai, com quem não tem uma boa relação.

“É seu irmão. Não vou dizer nada sobre seu irmão, mas é tão óbvio”, disse Meghan.

Em seu depoimento, o ex-assessor, Jason Knauf, sugeriu que Meghan sabia na época que a carta poderia vazar.

“É por isso que agora estou morando em um país diferente, porque todas as equipes de comunicação basicamente tentam superar umas às outras”, disse Harry.

“Mas este é o contrato, a relação simbiótica entre as duas instituições trabalhando o melhor que podem.”

A Netflix incluiu uma declaração de um representante de Knauf, que disse que as alegações eram “totalmente falsas”.

Os episódios foram lançados poucas horas antes de o rei Charles, sua esposa Camilla, William e sua esposa Kate, juntamente com outros membros da realeza, comparecerem a uma cerimônia natalina na Abadia de Westminster, em Londres, para “reconhecer os esforços altruístas de indivíduos, famílias e comunidades em todo o Reino Unido”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: