HUOL registra perfil clínico-epidemiológico de pacientes com leucemia

O Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol-UFRN), administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), é referência no estado do Rio Grande do Norte no tratamento de pacientes com leucemias agudas, um tipo de câncer que afeta as células sanguíneas da medula óssea, em sua maioria os glóbulos brancos. A unidade hospitalar conta com serviço de registro clínico-epidemiológico dos casos e navegação de pacientes, com acolhimento multidisciplinar durante toda trajetória de tratamento no hospital.

O Huol conta com o Grupo de Pesquisa Registro de Informações sobre Leucemias Agudas (RILA), que busca caracterizar, a partir do registro integrado, o perfil clínico-epidemiológico, a evolução e os desfechos do tratamento de pacientes portadores de leucemias agudas no Rio Grande do Norte. Em 2023, foi realizada uma pesquisa de análise clínica-epidemiológica dos portadores de doenças hematológicas com o objetivo de caracterizar o perfil clínico-epidemiológico, evolução e desfechos do tratamento de pacientes portadores de doenças hematológicas no estado do Rio Grande do Norte.

O hospital foi o local principal para coleta de dados por ser um hospital universitário de referência para o tratamento para diversas doenças clínicas, especialmente, as hematológicas no estado do Rio Grande do Norte. Destaca-se, ainda, o perfil assistencial e educacional, além do desenvolvimento tecnológico e fomento à pesquisa.

De acordo com a pesquisa, no estado do Rio Grande do Norte não existe nenhum estudo realizado sobre as características clínico-epidemiológicas, evolução, desfechos e sobrevida dos pacientes acometidos por doenças hematológicas, fato que suscitou a oportunidade para a realização da pesquisa. Além disso, a pesquisa teve como uma de suas metas criar um banco de dados consistente com informações suficientes para possibilitar a elaboração de estratégias de cuidado que visam melhorar a qualidade da assistência aos pacientes com doenças hematológicas atendidos no estado.

Os pacientes com leucemia são encaminhados ao hospital para receber um atendimento multidisciplinar. “Temos mais de 150 pacientes registrados. Atualmente, a Unidade de Assistência de Alta Complexidade (UNACON) do Huol acompanha cerca de 05 pacientes com Leucemia aguda em tratamento. Além disso, está aberto cadastro para acompanhamento gratuito de Enfermeira Navegadora, através de projeto de extensão, envolvendo professores, alunos e profissionais da Ebserh. A equipe está confiante que o acompanhamento sistemático por enfermeira navegadora vai facilitar o caminho do paciente por todas as etapas de tratamento, aumentando a chance de cura”, explicou o hematologista e chefe da unidade de hemoterapia do Huol-UFRN, Rodolfo Soares.

O atendimento ao paciente conta com o apoio de organizações como a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, Grupo de Apoio à Criança com Câncer do Rio Grande do Norte (GACC), Humanização e Apoio ao Transplantado de Medula Óssea do Rio Grande do Norte (HATMO) e Casa Vida que oferecem apoio social ao paciente, disponibilizando estadia, transporte e medicamentos ao longo do tratamento. “Por hora, atingimos mais engajamento dos diversos profissionais e setores que lidam com esse paciente. Ainda não temos resultados demonstrando se essa ação tem impactado na mortalidade. Esse dado só estará disponível daqui há alguns anos. Temos estudo avaliando a sobrevida em pacientes com leucemia aguda, nos adultos vimos que a mortalidade em 03 anos é de 90%”, explica Rodolfo Soares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.