Jacaré incentiva eternizar memória do clã Soares e destruir as outras famílias

Depois mandar destruir a casa grande do ex-sogro e ex-prefeito Edgar Montenegro, ex-deputado por cinco vezes, condenado-o ao esquecimento, o  ex-prefeito  Ronaldo Soares, o Jacaré, reforça a sua luta para manter a promoção individual da memória dele e dos dois filhotes: prefeito Gustavo Soares e o deputado George Soares, como centro de poder.

A construção da estatua do Dr Pedro Soares, no beco lateral do prédio da Prefeitura do Assú, Uma das ideias que levam à construção e preservação dos monumentos é perpetuar a memória. É garantir a lembrança da vida da cidade em outros tempos, comemorar personagens e acontecimentos, celebrar o passado, mas o Jacaré e seus dois perigosos filhotes netos do comandante Edgar preferiram a demolição e destruição casa do avó materno.

O ex-prefeito Costa Leitão foi primeira vítima do Jacaré. Ele destruiu a ex-praça Getúlio Vargas para apagar a memória de um que é apontado como um dos melhores da história do Assu. Os ex-prefeitos Sebastião Alves, João Batista Montenegro, não são reconhecidos e não merecem estátua no projeto egoísta do Jacaré.

Em quantas estatuas existem dedicadas a negros ou índios? Ou a ex-vereadores como João Britto, Manoel Botinha, João Batista Montenegro e Carmelito? E o ex-vereador Ormando Machado, vai ser um dia homenageado com uma estátua pelo trio dos  Soares?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: