Joesley está no Brasil desde domingo e presta novo depoimento à PGR

JBS ajudou a financiar campanhas de 1.829 candidatos de 28 partidos

O empresário Joesley Batista está no Brasil desde domingo. Desde que fez delação premiada, ele se refugiou na China. O Estado apurou que ele não estava em Nova York como se pensava.

Joesley não vinha ao Brasil desde que envolveu o presidente da República, Michel Temer, num escândalo de corrupção. Ele veio ao país para prestar depoimento à Procuradoria Geral da República, o que aconteceu na segunda-feira.

Em delação premiada, Joesley acusou Temer de receber propina da JBS. O empresário é dono da J&F, que controla a JBS. O Supremo Tribunal Federal (STF) instaurou inquérito contra Temer por suposto crime de corrupção, organização criminosa e obstrução à Justiça. As informações são da Agência Estado.

O empresário é investigado em várias outras frentes, além daquelas que lhe garantiram perdão judicial pela delação premiada. Fontes dizem que ele teria cortado o cabelo curto para não ser reconhecido no retorno ao Brasil.

Uma das investigações que podem causar maiores problemas para Joesley foi deflagrada na última sexta-feira pela Polícia Federal. Ela apura se houve uso indevido de informações privilegiadas por parte da JBS e FB Participações em transações de mercado financeiro ocorridas entre abril de maio deste ano, período em que o empresário fazia sua delação premiada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: