Justiça eleitoral cassa novamente prefeita de Santa de Cruz

Resultado de imagem para tomba e a esposa

A esposa do deputado estadual Tomba Faria (PSDB), prefeita de Santa Cruz, Fernanda Costa Bezerra (MDB) e o vice-prefeito Ivanildo Ferreira Lima Filho (PSB) voltaram a ser cassados por decisão em primeira instância. A denúncia envolve abuso de poder econômico supostamente cometido nas eleições municipais de 2016.

Na mesma sentença, a juíza eleitoral Giselle Guedes Draeger cassou os mandatos de cinco vereadores: Tarcisio Reinaldo da Silva (PSB), Mario Augusto Ferreira de Farias Guedes (MDB), Jefferson Monik Gonçalo Lima de Melo (PTN), Raimundo Fernandes Soares (PSB) e Ana Fabricia de Araujo Silva Rodrigues de Souza (PDT).

Na sentença de 31 páginas, datada da quarta-feira (13), mas publicada no “Diário Eletrônico da Justiça” (Dje), no portal do TRE, mas com data da segunda-feira (18), a juíza Giselle Draeger determina, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições em Santa Cruz, além da posse no cargo de prefeito, pela linha sucessória, do presidente da Câmara Municipal. As informações são da Tribuna do Norte

Fernanda Costa, havia sido cassada em janeiro deste ano, acusada de promover um passeio de idosos numa praia em troca de votos, mas a sentença de primeira instância foi reformada no Tribunal Regional Eleitoral. A segunda denúncia da prefeita Fernanda Costa pelo Ministério Público Eleitoral foi em virtude de concessão de cotas aos vereadores e candidatos do seu grupo político em 2016, destinadas à aquisição de remédios combustível no comércio local e distribuição a eleitores durante a campanha eleitoral.

O MP abriu a investigação judicial eleitoral a partir de denúncia de Arilson Medeiros de Araújo, o qual afirmara que havia um grande esquema de distribuição de medicamentos e combustível, sendo beneficiados a prefeita, vereadores da situação e candidatos que contavam com a simpatia do grupo mandatário do Poder Executivo, o que veio que levou o Grupo de Apoio e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) a promover uma  filmagem na parte externa de uma farmácia, no dia 26 de setembro de 2006, a fim de subsidiar Procedimento Preparatório Eleitoral n. 009/2016.

1 comentário sobre “Justiça eleitoral cassa novamente prefeita de Santa de Cruz

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: