fbpx

Lideranças falam sobre temas relacionados ao Turismo, Serviço Público e Saúde

Na Sessão Plenária desta quinta-feira (17), durante o horário destinado aos líderes partidários, foram discutidos assuntos variados, como Religião, Turismo, Serviço Público e Saúde. Na ocasião, os deputados José Dias (PSDB) e Coronel Azevedo (PSC) falaram sobre a construção da ponte que ligará Natal ao santuário dos mártires de Uruaçu e Cunhaú, em São Gonçalo do Amarante, bem como acerca do próximo concurso da Polícia Militar, específico para a área da Saúde.

Iniciando os discursos, José Dias (PSDB) destacou a importância da construção da ponte que ligará Natal ao Monumento dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, localizado em São Gonçalo do Amarante. “Essa obra será muito importante, primeiro, porque iremos permitir uma presença maior e mais fácil dos fiéis ao sítio histórico e sagrado. Segundo, porque será um instrumento de promoção do Turismo no RN. Acrescente-se a isso o acesso facilitado ao aeroporto Aluízio Alves. Além desses pontos, teremos um melhor trajeto para São Gonçalo e Macaíba”, argumentou o parlamentar, acrescentando que a ponte tem relevância histórica, espiritual e de desenvolvimento econômico-social.

Segundo José Dias, recentemente, o ministro Rogério Marinho anunciou, com participação do deputado João Maia, a destinação de R$ 40 milhões para a realização da obra. “Hoje eu recebi uma ligação do Padre Murilo, com uma preocupação que passou a ser minha, pois é muito séria. Esta semana ele vai até Macaíba, numa excursão precursora, porque já existem empresas interessadas em criar passeios turísticos para a região. Mas se nós não tivermos o cuidado com a altura da ponte, destruiremos essa oportunidade maravilhosa. Então, precisamos ficar atentos a esse detalhe”, alertou.

Concluindo seu pronunciamento, o parlamentar enfatizou a relevância da construção para todo o Rio Grande do Norte. “Essa ponte é absolutamente essencial e deveria ser uma das prioridades do Estado. Por isso, eu levo minha mensagem aos prefeitos de São Gonçalo e Macaíba; ao Governo do Estado; ao deputado João Maia e ao ministro Rogério Marinho. Peço que tenhamos a ponte, em sua plenitude, servindo de acesso ao santuário, ao aeroporto, à sede do município e à área rural de São Gonçalo e, também, incentivando a utilização desse pequeno estuário como via de lazer, turismo e transporte em geral”, finalizou.

Em seguida, o deputado Coronel Azevedo (PSC) discursou a respeito do próximo concurso da Polícia Militar do RN – exclusivamente para a área da Saúde – e também sobre as dívidas do Governo do Estado e da prefeitura de Mossoró com relação à Liga Contra o Câncer do referido município.

“Eu quero hoje fazer referência ao nosso concurso da PM para a área médica, que, como todos sabem, tem sido bandeira do nosso mandato desde o início. Foi uma luta muito grande para que ele pudesse ser realizado, inclusive, com intervenção do Ministério Público”, relembrou o deputado destacando que hoje é o último dia para as inscrições.

“Então, você, que ainda não se inscreveu, faça sua inscrição. Serão 43 vagas para diversas áreas da Medicina, como anestesiologia, cirurgia geral, gastroenterologia, cardiologia, ginecologia, medicina intensiva, oftalmologia, pediatria, psiquiatria, entre outras. E ainda teremos dez vagas para o cargo de dentista; quatro para farmacêutico; sete para enfermagem; três para psicologia; quatro vagas para fisioterapia; e uma vaga para fonoaudiólogo, dentre outras especialidades.

Coronel Azevedo falou ainda sobre a nota oficial divulgada pela Liga Contra o Câncer de Mossoró, em que relata dívidas do Governo do Estado e da prefeitura daquela cidade com a instituição. “Ainda com relação à Saúde, eu quero abordar uma situação lamentável que está ocorrendo no nosso RN, que é a falta de repasses financeiros por parte da prefeitura municipal e do Governo do Estado à Liga Contra o Câncer de Mossoró”, disse.

Segundo o deputado, a nota diz que a dívida do governo estadual é referente aos meses de outubro a dezembro de 2021, totalizando mais de R$1.880.000,00; já a da prefeitura, relacionada aos meses de novembro e dezembro do mesmo ano, é da ordem de mais de R$1.450.000,00. Também há débitos da prefeitura, entre os anos de 2018 e 2021, no valor de mais de R$11.367.000,00 reais.

Ainda de acordo com o parlamentar, ao final da nota, a instituição alerta ter sido obrigada a paralisar parte das suas atividades, a partir dessa quarta-feira (16), pois é uma “instituição filantrópica, que depende exclusivamente dos referidos repasses para honrar seus compromissos financeiros”.

“Portanto, eu queria pedir ao Governo do Estado e à prefeitura que não façam isso com os pacientes de Mossoró. Eu já encaminhei um requerimento aos dois órgãos cobrando esses pagamentos, para que o funcionamento da Liga volte ao normal, permitindo o atendimento dos potiguares e até mesmo dos cearenses que são atendidos naquela localidade”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: