Lula promete estar ‘na trincheira’ para que Temer ‘saia logo’ da Presidência

SÃO BERNARDO (SP), 20.05.2017 - O ex-presidente Lula participa hoje (20), da posse do diretório municipal de São Bernardo do Campo. Foto: Marcelo Gonçalves/Sigmapress/Folhapress

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu neste sábado (20) que Michel Temer “saia logo” da Presidência e prometeu estar “na trincheira” para defender a realização de eleições diretas e impedir que a escolha seja feita pelo Congresso.

“Nós queremos eleições diretas, queremos que o Temer saia logo. Não queremos um presidente eleito indiretamente, mas pelo povo brasileiro. Seja quem for, não importa quem for”, afirmou. “Podem ter certeza de que estarei na trincheira junto com vocês para recuperar a democracia neste país.”

Saudado com gritos de “Lula presidente”, o petista voltou a dizer que as acusações de que é alvo na Operação Lava Jato lhe dão “vontade de disputar a eleição”. As informações são da Folha de São Paulo.

“Eu tinha imaginado que não seria mais candidato a nada. Agora, com essa provocação, quantidade de denúncia, arrumando coisa toda semana, isso me dá vontade de disputar eleição”, afirmou.

Réu em três processos da Lava Jato, Lula reconheceu que sua candidatura depende, entre outros fatores, de decisão da Justiça – se for condenado em segunda instância, o petista pode ser declarado inelegível.

Em um discurso de cerca de 40 minutos durante posse da nova diretoria do PT em São Bernardo do Campo, Lula não mencionou a delação de Joesley Batista e de outros executivos da JBS.

Os depoimentos implicaram diretamente Temer e o tucano Aécio Neves, então presidente do PSDB, mas também apontaram pagamento de propina a ele e à antecessora Dilma Rousseff.

ENSINAMENTOS

Lula disse também que o PT pode “ensinar inclusive como combater a corrupção”. “Porque ninguém criou mais mecanismos que o PT nos doze anos no poder. A Polícia Federal é o que é por causa do PT.”

Lula disse também que foi seu governo que transformou em praxe o modelo de indicar para a chefia do Ministério Público Federal o primeiro colocado da lista tríplice eleita pela categoria.

“Não me arrependo disso. A única coisa que quero é que combata a corrupção, mas com respeito às leis e ao Estado de direito, porque não queremos virar Estado policial, sabemos o resultado disso.”

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: