Maduro vence eleições parlamentares na Venezuela em votação esvaziada

O regime do ditador Nicolás Maduro venceu as eleições parlamentares realizadas na Venezuela neste domingo (6).

Segundo os resultados iniciais divulgados pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE) no início da madrugada desta segunda (7), a coligação de partidos governistas Grande Polo Patriótico obteve 67,7% dos votos e terá a maioria dos assentos na Assembleia Nacional. A posse dos novos deputados será em 5 de janeiro.

“O povo, enfrentando todas as dificuldades, saiu para eleger a sua Assembleia Nacional”, afirmou Maduro em pronunciamento após a divulgação dos resultados. “Obtivemos uma tremenda vitória eleitoral… Tudo o que ganhamos até hoje, ganhamos com votos, pois somos democratas.”

A baixa participação ocorre em meio à pandemia da Covid-19 e a uma desconfiança generalizada sobre a classe política. A votação foi boicotada pela maioria das siglas e lideranças opositoras, incluindo Juan Guaidó e seus aliados.

Partidos e políticos foram proibidos de se inscreverem para concorrer e o regime Maduro vetou a presença de parte dos observadores internacionais independentes. A isso, soma-se o fato que a eleição foi convocada por um CNE escolhido pelo regime e sem a chancela do Parlamento, ignorando assim o que determina a Constituição.

A atual legislatura da Assembleia Nacional, eleita em 2015, tem maioria opositora, mas suas decisões não são reconhecidas pelo Executivo e pelo Judiciário, fiel ao chavismo. Em 2018, o regime Maduro convocou uma Assembleia Constituinte, eleita sem a participação de opositores.

Folha SP

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: