fbpx

Mãe assuense clama por atendimento que falta na saúde enquanto Gustavo e Fabielle torram mais de R$ 4 milhões em bandas no São João

UM depoimento emocionante de uma mãe, tem tomado de conta dos grupos de whatsapp e das redes sociais, pois enquanto o prefeito Gustavo e a vice Fabielle, torram mais de R$ 4 milhões em bandas pro São João, a saúde municipal piora a cada dia.

No depoimento a mãe, Josicleide, conta do sofrimento da filha que está com pedra na vesícula e precisa fazer uma cirurgia de urgência, e não fez ainda porque depende de regulação em outra unidade hospitalar do estado que fica fora do Assú.

A mãe chora e se emociona no meio do vídeo, e questiona o que o prefeito faria se fosse seu filho.

O questionamento dessa mãe e de tantas outras pessoas é legitimo, porque independente de quem é a obrigação, a saúde é uma área que tem obrigações compartilhadas, e pelo porte de Assú, já deveria ter uma unidade de saúde que atendesse muitas especialidades sem precisar depender de unidades de referência em outras cidades.

Agora fica uma questão para que todos pensem, adianta gastar milhões no São João, enquanto uma pessoa adoece e o serviço municipal de saúde só serve de enfeite? porque se depender de qualquer procedimento, tem que sair de Assú para conseguir.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: