fbpx

Marta Suplicy pede desfiliação do MDB e diz que vai deixar a política

Marta justificou a decisão, segundo Jucá, devido ao “grande retrocesso no Congresso”, e acrescentou que vê outros caminhos, fora dos partidos, para continuar sua militância política. A senadora estava filiada ao MDB desde setembro de 2015.

Na carta intitulada “Carta aos Paulistas”, Marta confirma a decisão de deixar o MDB e não concorrer às eleições, e faz uma crítica aos partidos brasileiros.

“Não é novidade que os partidos políticos brasileiros, de forma geral, encontram-se fragilizados, acuados e sem norte político (…) A relação de grande parte dos partidos e de parlamentares com o Executivo na base de nomeações e vantagens levou ao insuportável “toma lá dá cá”, afrontando todos os padrões de dignidade e honradez da sociedade. Esse sistema faliu e precisa ser, urgentemente, reformado”.

Marta agradeceu os 8,3 milhões de paulistas que a deram a oportunidade de, nos últimos 8 anos, trabalhar como senadora, e citou algumas de suas bandeiras, como o combate às desigualdades, às injustiças sociais e a militância pelos direitos das mulheres e da população LGBTI.

No fim do texto, a senadora considera que poderá contribuir para mudanças atuando mais na sociedade civil do que no parlamento, e defende um projeto nacional de desenvolvimento e o aumento da produção e riqueza.

“Isso possibilitará todo brasileiro e toda brasileira terem educação de qualidade, saúde, segurança e um emprego para trabalhar e viver com dignidade”, diz.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: