MBL parte com tudo contra João Doria ‘desempregador’

Resultado de imagem para joao doria

O Movimento Brasil Livre (MBL), que se notabilizou e engajou de vez na política ao apoiar o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) declarou guerra contra o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), de quem já foi forte apoiador. O grupo espalhou cartazes nos postes e muros da capital paulista com a foto do tucano e o dizer: “João desempregador”, uma ironia com o slogan “João trabalhador” adotado por Doria.

O protesto é uma referência à nova resolução da prefeitura que endureceu as regras para o funcionamento de aplicativos de transporte na cidade, como Uber, 99 e Cabify. Representados no Legislativo municipal pelo vereador Fernando Holiday (DEM), os integrantes do MBL acusam Doria de promover o “desemprego” dos mais de 53 mil motoristas vinculados aos aplicativos em São Paulo. A provocação foi além: os militantes chegaram a gravar um vídeo dizendo que o tucano trata o assunto pior que o petista Fernando Haddad, que o antecedeu na prefeitura.

“Prefeito, é uma vergonha (…). O PT, que você tanto critica… você está sendo mais autoritário que o Fernando Haddad. Por favor, prefeito, vamos ter vergonha na cara”, diz na gravação o coordenador do MBL em São Paulo, Renato Battista. O “casamento” do grupo com o tucano começou a ruir, segundo reportagem da revista “Veja”, quando Doria se declarou de centro, e não de direita – orientação política do MBL.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: