Medidas contra ‘ameaça de segunda onda’ da Covid-19 são prioridade, diz Álvaro Dias após eleição em Natal

Álvaro Dias, PSDB, concede primeira entrevista após eleito, neste domingo (15) em Natal. — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

“A princípio, eu tenho que segunda-feira já me reunir com a equipe para ver a questão do coronavírus, que medidas nós podemos tomar pela ameaça que está havendo de existir uma segunda onda”, afirmou o prefeito eleito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), na noite deste domingo (15). O prefeito eleito para o segundo mandato respondia à pergunta sobre suas prioridades no segundo mandato, feita na primeira entrevista após o resultado das eleições 2020.

Álvaro foi eleito como vice-prefeito em 2016, assumiu o cargo em 2018 e venceu em primeiro turno à disputa pela manutenção do cargo por mais 4 anos.

O prefeito ainda afirmou que está preocupado com o aumento de casos, após as movimentações políticas e afirmou que editou decreto restringindo aglomerações. O texto, no entanto, foi derrubado por decisão da justiça.

“As movimentações políticas começaram a ocorrer e realmente aumentaram os casos do coronavírus aqui e isso está nos preocupando. Nós vamos ter novas medidas, entre as quais, divulgar que todos em Natal devem utilizar a ivermectina como medicamento preventivo ao coronavírus”, declarou.

Durante entrevista coletiva concedida após a confirmação do resultado, Álvaro Dias (PSDB) ainda afirmou que vai analisar possíveis mudanças no equipe de secretários municipais para a próxima gestão.

Entre outras prioridades apontadas pelo prefeito, estão a construção de um complexo turístico da Redinha, a drenagem e pavimentação de ruas no bairro Planalto, na Zona Oeste, além de 330 ruas na Zona Norte.

O prefeito também apontou a construção de um hospital municipal de Natal, em frente à Unidade de Pronto-Atendimento de Cidade Satélite e a engorda da praia de Ponta Negra, entre seus principais projetos para os próximos quatro anos.

Álvaro ainda foi categórico em afirmar que pretende exercer o mandato completo e que não deve ser candidato a governador do estado.

“Essa ideia não entra nos meus planos. Nem de longe, eu examino essa possibilidade. Vou começar meu novo mandato e vou concluir. Vou ser prefeito de Natal, porque o povo confiou em mim, me escolheu, votou democraticamente, me elegeu”, disse.

 

G1RN

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: