Ministério Público aciona Prefeitura do Assú para impedir incêndio no lixão

O Ministério Público resolveu intervir para impedir os contantes incêndios no lixão do Assú que deixa a cidade praticamente encoberta por uma nuvem de fumaça.

Apesar de médico, prefeito Gustavo Soares, não adota medidas de prevenção contra as queimadas no lixão e que representam um perigo a saúde da população

O prefeito de Assú, Gustavo Soares, tem um prazo de dez dias, para adotar as medidas necessárias e eficazes para contenção e prevenção das queimadas no lixão do município.

A promotora de justiça Fernanda Bezerra Guerreiro Lobo, registra que no dia 20 de agosto representantes da população assuense estiveram presentes à Promotoria de Justiça para denunciar a forte poluição atmosférica que está sendo gerada pelas queimadas do lixão de Assú.

Ela afirma que as queimadas estão trazendo prejuízos à saúde dos moradores circunvizinhos e que é fato público e notório que ocorre periodicamente neste município. A recomendação ressalta ainda que é inaceitável que o lixão permaneça nessa situação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: