Ministério Público de forma corajosa abre procedimento para averiguar politicagem dentro da Secretaria de Saúde sob a gestão do prefeito Gustavo em ano eleitoral e apavora envolvidos

 


O Ministério Publico de Assú corajosamente abriu procedimento para apurar possível politicagem existente hoje, dentro da Secretaria de Saúde Municipal sob a gestão do prefeito Gustavo, que garante a influência da presidente da Câmara e vereadora Elisangela Albano com supostas cotas de exames, consultas e tudo relacionado aos serviços que a secretaria de saúde do município oferta.

O Blog tem batido nessa tecla, porque não é justo, que as pessoas tenham que se submeter a favores políticos para marcação de exames e consultas, quando, na verdade, era para existir o processamento normal das marcações de acordo com a condição de saúde cada paciente, elencando em eventual lista prioritária aqueles pacientes que estão em situação crítica, e não através de cartão de político, já que tudo é pago com recursos públicos que pertencem ao povo.

O prefeito Gustavo pode negociar cargos e empenhar a Prefeitura pendurando contratados e indicações, o que ele não pode é destinar cotas de exames e consultas a vereador nenhum.

E talvez não seja difícil comprovar, porque basta confrontar as datas das solicitações de consultas e exames, e o sistema é para mostrar quem recebeu OK e quem ainda está na fila há meses esperando.

Supostamente, o requisito para ter o OK é estar vinculado a algum vereador da bancada situacionista ou algum secretário com pretensões políticas. E isso, a averiguação feita deve identificar e caso comprovado, o rebuliço vai ser grande.

O Ministério Público está honrando seu papel constitucional e de forma corajosa vai acabar a politicagem na Secretaria Municipal de Saúde em ano eleitoral, e dar uma basta nessa forma grotesca de se fazer política e trocar serviços essenciais e que são direito do cidadão por compromisso de voto.

Vamos aguardar o desenrolar dessa situação que será um marco importante para a democracia e a garantia dos direitos de cada cidadão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.