fbpx

Moro determina que José Dirceu use tornozeleira eletrônica

O juiz Sergio Moro determinou que o ex-ministro José Dirceu, libertado na última terça-feira pelo Supremo Tribunal Federal, passe a usar tornozeleira eletrônica. Em despacho assinado nesta sexta-feira, determinou que Dirceu vá a Curitiba até o próximo dia 3 de julho para colocar o equipamento.

Com a decisão liminar do STF, Moro considerou que devem ser retomadas as medidas cautelares, como proibição de deixar o país e se comunicar com outros acusados ou testemunhas. Por 3 votos a 1, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu soltar o ex-ministro José Dirceu na última terça-feira. Ele está em sua residência, em Brasília.

Dirceu foi condenado em segunda instância a 30 anos e 9 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa na Operação Lava-Jato e começou a cumprir pena em maio passado, no presídio da Papuda.

Dirceu foi preso em agosto de 2015 por ordem do juiz Sergio Moro, responsável pelos processos da Lava-Jato na primeira instância. Em junho de 2016, o magistrado determinou que ele deveria ficar preso por 20 anos e dez meses pelos delitos de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro no processo que envolve a empreiteira Engevix.

Em maio de 2017, a Segunda Turma do STF concedeu liberdade a Dirceu, com o uso de tornozeleira eletrônica. Em setembro do ano passado, no julgamento de um recurso, o TRF-4 aumentou a pena de Dirceu para 30 anos, nove meses e dez dias de reclusão. Por ter sido condenado por um tribunal de segunda instância, Dirceu voltou para a prisão em maio deste ano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: