fbpx

Mourão confirma que Bolsonaro está com erisipela na perna; saiba o que é

O vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) confirmou nesta quarta-feira (16) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) está com erisipela, uma doença infecciosa considerada mais comum em pessoas com problemas de circulação ou diabetes.

“É questão de saúde. Está com uma ferida na perna, uma erisipela. Não pode vestir calça, como é que ele vai vir para cá de bermuda?”, afirmou o vice-presidente durante uma solenidade no Palácio do Planalto na qual substituiu Bolsonaro.

Mourão representou Bolsonaro numa cerimônia para receber cartas credenciais de embaixadores estrangeiros. A cerimônia, que geralmente conta com a participação do chefe do Executivo, foi realizada na manhã desta quarta-feira no Palácio do Planalto.

Desde que foi derrotado na disputa presidencial, Bolsonaro segue, sem aparições públicas, no Palácio da Alvorada. Desde o segundo turno da eleição, no dia 30 de outubro, quando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi eleito, o atual presidente da República só esteve no Planalto duas vezes.

No Alvorada, o presidente tem recebido alguns ministros, assessores e políticos aliados. Nesse período, Bolsonaro fez apenas duas declarações públicas — um pronunciamento e um vídeo publicado em redes sociais — e deixou de fazer as suas tradicionais transmissões ao vivo semanais.

A erisipela se instala na parte mais profunda da pele e é caracterizada por placas vermelhas e doloridas. Em geral, o quadro se manifesta nas pernas — como é o caso de Bolsonaro.

Colaboradores disseram que ele passou a reclamar de dores nas pernas durante as viagens de avião em meio à campanha eleitoral e que há feridas em suas duas pernas. A condição é causada por bactérias comuns, que podem entrar por ferimentos mal higienizados ou mesmo uma frieira entre os dedos dos pés, por exemplo.

Além das placas, a erisipela causa mal-estar, febre, calafrios e outros sintomas, até mesmo antes das manifestações na pele. Se não for tratada, a doença pode evoluir para a formação de coágulos em uma veia associada à inflamação da parede venosa (quadro conhecido como tromboflebite), abscessos (bolsas de pus) ou mesmo gangrena — um tipo de morte dos tecidos causada por falta de irrigação sanguínea.

Segundo aliados, Bolsonaro está sendo tratado com antibióticos pelo menos desde quarta-feira passada. A visitantes, no entanto, o candidato derrotado nas eleições diz que sua doença é de “fundo emocional”.

A erisipela decorre de uma infecção por bactérias, especialmente um grupo delas denominado Streptococcus.

Em geral, a pele é uma barreira eficaz contra esses microrganismos, mas eles podem se propagar rapidamente quando encontram alguma “porta de entrada”, que pode ser uma ferida ou mesmo uma frieira entre os dedos dos pés. No entanto, em algumas situações, ela se manifesta sem causa aparente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: