MP DE OLHO: Ipanguaçu e mais 9 municípios mantém portal de transparência com gastos da Covid-19 fora do ar

O Ministério Público do RN que tem uma grande responsabilidade em realizar fiscalização para evitar qualquer tipo de corrupção, desenvolveu um aplicativo juntamente com o Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), o Confúcio, e ele detectou que as cidades de Ipanguaçu, Lajes, Caiçara do Rio do Vento, Jardim de Angicos, Pedra Preta, João Câmara, Passa e Fica, São Paulo do Potengi, São Pedro e Baía Formosa, tem portal de transparência referentes a Covid-19 em modo off-line, ou seja, fora do ar.

O grande problema é que a maioria das cidades só executaram em torno de 15% a 40% do dinheiro que foi enviado do Governo Federal, que contabiliza um montante de um pouco mais de R$ 17 milhões de reais para esses nove municípios e só foi gasto cerca de R$ 4 milhões e 360 mil reais.

O Ministério Público já está de olho e já deve enviar em breve um convite para os gestores das cidades citadas a prestarem contas, e se adequarem aos portais da transparência, e em caso de descumprimento podem até responder processo de apuração de responsabilidade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: