NA SURDINA: Prefeito ausente do Assú faz manobra com a Câmara Municipal dando férias a vereadores da oposição para criação de 300 cargos comissionados

Em uma manobra mirabolante, o prefeito turista do Assú, Gustavo Soares, único no Brasil a só comparecer duas vezes na semana na prefeitura em que é “gestor”, em conluio com a Câmara Municipal de Assú, que tem como seu presidente o vereador Tê, deu férias aos cinco vereadores da oposição, e enviou na calada da noite para o legislativo assuense, projeto que cria  aproximadamente 300 cargos comissionados/temporários.

Os vereadores da oposição ao aceitarem as férias, caíram como patinhos na armação do prefeito Gustavo, que se nega a pagar os planos de carreiras para os servidores da saúde, educação e outras categorias, mas que quando se empenha consegue a aprovação de projeto que cria 300 cargos.

Os cargos não terão outro objetivo senão servirem como moeda de troca, em um verdadeiro toma lá dá cá de nomeações, que serão realizadas como compra de apoio para apoiar a reeleição do coadjuvante da centenária oligarquia, Gustavo Soares, que não se importa sequer com possíveis investigações do Ministério Público.

A população amanheceu revoltada desde que vazou essa artimanha tão ardil do clã Soares, que sempre agiu na surdina quando se trata de montar arapucas políticas, com intuito de reverter o desgaste político.

E assim segue a saga do pior prefeito da história do Assú, Gustavo Soares, e seus atos irresponsáveis, só que quem paga a conta de todos esses desmandos é a população.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: