Nelter critica Governadora por impedir retomada das obras da Oiticica

Durante sua participação nesta quinta-feira (14), na sessão de deliberação remota da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) criticou a governadora Fátima Bezerra (PT) pelo impedimento da retomada das obras da barragem de Oiticica, localizada em Jucurutu.

Para o parlamentar, a decisão da governadora é controversa, uma vez que a chefe do executivo estadual, através do decreto 29.634/2020, atualizou a relação de “atividades essenciais” no Rio Grande do Norte e incluiu a construção civil nesta lista, mas impediu o reinício das obras do reservatório em Jucurutu.

O deputado também lembrou que em 11 de março deste ano esteve em Brasília/DF, na companhia de empresário e vereadores jucurutuenses, onde solicitou ao ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) a liberação de mais recursos para serem concluídas as obras da barragem de Oiticica, um sonho de mais de 60 anos da população seridoense.

“Essa obra aconteceu através de uma luta nossa com o então presidente da Câmara do Deputados, Henrique Eduardo Alves (MDB) e com a então presidente da república, Dilma Rousseff do PT, mas parece que a governadora não quer que ela seja retomada e concluída”, frisou Nelter Queiroz.

Ainda de acordo com o deputado jucurutuense, uma saída pra resolver o impasse e reiniciar a obra, levando em consideração o momento de exceção provocado pela pandemia causada pelo novo coronavírus, seria a realização de exames para detectar ou não a COVID-19 nos operários da barragem, liberando, assim, apenas o acesso dos trabalhadores sadios, caso aconteça de algum está infectado.

No seu pronunciamento, Nelter Queiroz também alertou que as obras da barragem estão no patamar de 83% concluídas e que a demora em sua finalização atrasa o desenvolvimento das regiões Seridó e Vale do Assú. O parlamentar encerrou seu pronunciamento sugerindo ao Governo do Estado a entrega das obras do reservatório ao Governo Federal.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: