No embalo do samba, vereadores do Assú não sabem se ficam aqui ou se ficam lá

A imagem pode conter: 6 pessoas, incluindo Valdson Bezerra, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno

Enquanto a ex-secretária e vereador do PSDC Delkiza Cavalcanti, não sabe se vai apoiar o deputado federal Benes Leocadio ou se fica com o deputado federal Rafael Motta, a quem apoiou na campanha eleitoral do ano passado, os vereadores da CHAMADA OPOSIÇÃO Valdson Bezerra, Beatriz Rodrigues e Xavier Enfermeiro, estão no mesmo dilema político para as eleições de 2022.

O farofeiro vereador Valdson Bezerra que a exemplo do seus colegas brinca de fazer oposição ao governo do prefeito Gustavo Soares, com discurso ja pronto e autorizado para fazer leves críticas, como os outros que preferem o silêncio e a cruzar os braços, numa atitude passiva e omissa de quem foi eleito para representar o povo no plenário da Câmara de Vereadores e defender a população de manobras que desrespeitem e violem a lei para beneficiar afilhados políticos para si ou para outros.

Sem fiscalizar a aplicação correta do dinheiro público, enquanto o Doutor Gustavo pinta e borda, sem realizar licitação pública para a distribuição milionária do bolo do lixo para a empresa do cunhado do presidente do PT em Assu Volclene Bezerra, que já embolsou mais de R$ 7 milhões e vai engolir mais quase R$ 4 milhões, totalizando mais de R$ 11 milhões dos cofres públicos, os vereadores da dita oposição, não estão preocupados ou incomodados com essa conduta que facilita a pratica de corrupção no governo municipal, inclusive com a distribuição de  propina mensal.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: