Nova delação da Andrade compromete Aécio, Serra e campanha de Dilma

Estranhamente, no entanto, os procuradores não se interessaram em vasculhar a compra de 30% da GameCorp pela Oi (na época co-controlada pela Andrade) em 2005, por R$ 5,2 milhões. Desde então, a Oi injetou R$ 82 milhões na empresa, que tem um filho de Lula como sócio.

Por Lauro Jardim –   O Globo

Procuradores da Lava-Jato e os advogados da Andrade Gutierrez fecharam o cardápio do recall das delações. Ao contrário dos primeiros depoimentos, dessa vez os tucanos terão com o que se preocupar — e muito.

Será detalhada a participação do então governador Aécio Neves no processo de entrada da Cemig no consórcio que venceu a licitação da hidrelétrica de Santo Antônio. Assim como pagamentos de propina na construção da Cidade Administrativa de Minas Gerais.

Os tucanos paulistas também terão dor de cabeça. O menu inclui entre seus pratos principais propina na construção do Rodoanel e da Linha Amarela do metrô paulistano durante as gestões José Serra e Geraldo Alckmin

O PT não fica de fora. Os ex-executivos da Andrade Gutierrez prometem contar tudo sobre a contratação da Vox Poppuli, via caixa dois, para fazer pesquisas na campanha de reeleição de Dilma Rousseff.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: