Novo dono do triplex tem condenação por improbidade

O novo dono do triplex do Guarujá — que levou o ex-presidente Lula (PT-SP) à prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro — já foi condenado por improbidade em razão de fraudes em licitações da Prefeitura de João Pessoa, na Paraíba. A sentença decorreu da Operação Confraria, deflagrada em 2005 pela Polícia Federal. Arrematante do apartamento atribuído ao petista, Fernando Costa Gontijo foi apontado como representante da Via Engenharia em uma licitação fraudada.

A sentença partiu da juíza Wanessa Figueiredo dos Santos Lima, da 2ª Vara Criminal, em 12 de junho de 2017. O empresário alega inocência e recorre da decisão no Tribunal Regional Federal da 5ª Região. A informação foi revelada pelo “Estado de S. Paulo” e confirmada pelo GLOBO por meio da consulta processual da Justiça Federal da Paraíba.

Nesta terça-feira, Gontijo arrematou o triplex no condomínio Solaris, no Guarujá, pelo valor mínimo previsto no edital. O empresário vai desembolsar R$ 2,2 milhões pelo imóvel, ponto central da condenação de Lula na Operação Lava-Jato. Além de Gontijo, outros oito réus foram sentenciados no processo — entre eles, o ex-governador da Paraíba João Pessoa Cícero de Lucena Filho. Cícero Lucena, como é conhecido politicamente, chegou a ser preso na ação.

Todos os condenados deverão pagar multa de R$ 852 mil, na decisão da magistrada, em referência ao superfaturamento de obras públicas custeadas mediante convênios entre a União e a Prefeitura.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: