Nuilson, o Pavão, ameaçou romper para exigir direção de hospital para Líduina

Resultado de imagem para marly gabinete
Nuilson emprega a esposa legítima dele no gabinete do líder do governo na Assembléia George Soares, mas quer lugar especial para Liduina.

O super secretário Nuilson Pinto, o Pavão, que ganha R$ 7 mil mensal como manda chuva na cidade dos poetas, quase abandona o projeto de disputar a Prefeitura do Assú, no lugar do atual prefeito Gustavo Soares, que jogou a tolha e teme sofrer derrota feia nas eleições de 2020, após abandonar o governo, morando em Natal e cuidando dos seus negócios de saúde privada em Mossoró.

Resultado de imagem para nuilson e liduina

Pavão falou grosso e ameaçou romper com o deputado do PR George Soares para que como líder da governadora Fátima Bezerra, do PT, na Assembléia, obrigasse literalmente, o Governo do RN, a nomear sua amiga muito especial,a enfermeira Líduina Melo, para a direção geral do hospital regional Dr Nelson Inácio em Assú. A governadora do PT hoje cedeu aos caprichos políticos do deputado para evitar um provável rompimento até da senadora Zenaide Maia, irmã do deputado federal João Maia (PR).

A esposa legítima Marly Medeiros, de Nuilson Pinto, o Pavão, ganha quase R$ 15 mil reais por mês, no gabinete do deputado do PR e líder do governo do RN, George Soares.

Hoje, Líduina Melo, amiga especial dele, o Pavão, conseguiu também um lugar bem especial do jeito que desejava e sonhava igual a Marly.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: