fbpx

O pesadelo da fantasia do cooperativismo está de volta a Assú

Depois de estimular a criação da Credivale – Cooperativa de Crédito Rural do Vale do Assú Ltda, que foi a responsável pelo maior calote ja registrado na história do município do Assú, a centenas de clientes que depositaram suas economias financeira na cooperativa, na esperança de um retorno lucrativo e que acabou virando uma dor de cabeça – durante o governo do pai do atual prefeito Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares, o pesadelo está de volta, com a iniciativa do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Luís Oliveira, e a secretária adjunta de Finanças, Aparecida Dantas.

Os dois por determinação do prefeito Gustavo Soares, mantiveram contato com a superintendente Sônia Maria de Sousa Rocha, sobre a aproximação novamente entre a Prefeitura do Assú e o SESCOOP/RN, para que instrutores do órgão auxiliem o processo de criação, desenvolvimento e fortalecimento de cooperativas das categorias de trabalhadores do município, como recicladores de resíduos sólidos, vendedores ambulantes e feirantes. Se o desenvolvimento for como foi com a criação da Credivale, o Assú está lascado, já que a experiencia causou um prejuízo financeiro muito grande ao bolso de quem acreditou na conversa fiada.

A Cerval, é outro exemplo concreto do passado mal sucedido do cooperativismo em Assú, durante a gestão da oligarquia Soares, que sempre teve o apoio e o incentivo da Fecoern e do SESCOOP/RN, para criar ilusões falsas de desenvolvimento do Assu e dos demais município do Vale do Açu, nos últimos trinta anos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: