Energia do prédio do IPI é cortada por negligência da gestão de Gustavo Soares


Chega ao Blog do VT, notícias de que a energia do prédio do IPI foi cortada já no fim da tarde, por negligência da gestão do fantoche de prefeito, Gustavo Soares, que só quer saber de pagar contratos milionários de fornecedores, e não tem nenhum zelo pelo que realmente importa para a população, como por exemplo, o funcionamento de uma escola.

Nesse prédio do IPI é onde funcionava há muito tempo, o pré do IPI, e hoje, está a creche da Escola municipal Nair Fernandes, em que foram todos pegos de surpresa.

Resta saber se a gestão do fantoche já está providenciando a quitação do débito e a regularização do fornecimento de energia, ou se amanhã a escola ainda amanhecerá no escuro.

CAOS: Faltam gazes e esparadrapos nos hospitais e Álvaro Dias só quer saber de festa em praça pública


O prefeito da cidade do Natal, Álvaro Dias, só quer saber de gastar milhões com shows e decoração natalina, enquanto gazes e esparadrapos nos hospitais estão quase em extinção. Além disso, os servidores são obrigados a trabalhar em condições precárias, com salários defasados e não recebem as gratificações garantidas por lei.

Após muitas tentativas de acordo e negociação, sem sucesso, cinco entidades sindicais que representam os trabalhadores em saúde, unificaram a luta e decretaram greve. Nesta terça-feira (10), os servidores públicos municipais da saúde realizaram grande Ato em frente à Prefeitura de Natal, em mais uma tentativa de negociar as reivindicações com a Prefeitura de Natal!

Os servidores públicos municipais da saúde da Natal paralisaram as atividades em todas as unidades básicas, Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs), Hospitais e maternidades Municipais. Os servidores reivindicam a implantação das gratificações, o cumprimento da lei da data-base, que garante a recomposição das perdas salariais e não é cumprida desde 2014.

Existem servidores do município que há anos não recebem gratificações como quinquênios, insalubridade e transporte. Os servidores do último concurso não tiveram as gratificações implantadas, recebem apenas o salário base. Os servidores municipais enquadrados no Plano Geral, possuem uma decisão judicial que é descumprida desde outubro de 2018, que atualiza a matriz salarial defasada. São cerca de 8 mil servidores que recebem R$725 de salário base, abaixo do salário mínimo.

José Dias volta a falar sobre pedido de crédito extraordinário

O deputado estadual José Dias (PSDB) voltou a falar sobre o pedido do Governo do Estado de um crédito extraordinário ao Orçamento Geral de 2019, totalizando R$ 1,8 bilhão, em forma de Projeto de Lei. Em seu pronunciamento, realizado nesta terça-feira (10), durante sessão plenária, José Dias ressaltou que existe a Lei Federal 4.320, e que esta precisa ser respeitada pelo governo.

“O Governo tem feito uma pressão descomunal e ilegal sobre esse crédito extraordinário para satisfazer a vontade, o orgulho e o poder da Governadora do Estado. Eles têm usado de pressão e de mentiras ao ir para rádios e Tvs, dizer que a Assembleia precisa aprovar, caso contrário não haverá pagamento aos servidores estaduais”, disse.

José Dias reforçou, em seu discurso, que o pedido de crédito extraordinário se enquadra em um decreto do executivo e não em um Projeto de Lei. O deputado e líder do Governo na Assembleia, George Soares (PL), explicou a intenção do Estado, ao pedir o crédito extraordinário, como forma de reestruturar as finanças do Estado.

Leia maisJosé Dias volta a falar sobre pedido de crédito extraordinário

Ronaldo Soares não quer pagar mais de 3 milhões ao Assú e Justiça expede despacho de penhora de seu gado


O maior ficha suja da história do Assú, o ex prefeito Ronaldo Soares, já que não quis pagar ao município a dívida de mais de 3 milhões de reais, a justiça faz sua parte, emitiu despacho desde outubro, para a penhora do gado que existir na propriedade do executado.

Morando na casa do DNOCS, e querendo se apossar do que não é seu, o ex prefeito tem essa mania feia, e ainda tem a cara de pau de ir pro rádio, posar de bom moço, só que depois desse despacho a máscara do jacaré cai por terra.

O ex prefeito sempre agiu com ganância, ambição e frieza, e hoje, está colhendo os frutos de tudo isso, como a execução dessa dívida milionária.

O jacaré deve estar bem triste, pois se vender os minérios para construção da barragem, o dinheiro vai bater na conta, e já vai ser logo pego pela justiça.

Deputado Nelter Queiroz critica operação eleitoral em Jucurutu

Durante pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira (10), o deputado Nélter Queiroz (MDB) se posicionou contrário à atuação do Ministério Público Eleitoral no Rio Grande do Norte em relação à gestão passada da prefeitura de Jucurutu, região Seridó.

O parlamentar acusou o órgão de cometer exageros conta o ex-prefeito George Queiroz e disse que o ex-prefeito adotará as providências judiciais necessárias para esclarecer os fatos e a legalidade da doação dos terrenos, segundo Nélter, feito com autorização da Câmara Municipal.

“Há uma atuação exagerada e o ex-prefeito não foi convocado nenhuma vez para se defender. É inconcebível que ele seja alvo de uma operação mesmo tendo deixado claro que pretendia colaborar com a investigação”, criticou Nélter.

Ao final do seu pronunciamento, o deputado disse que há abuso de poder por parte do MPE, que não está sendo fiscalizado. “O que eles querem são os holofotes. Pediram inclusive a senha do celular dele. Isso é um absurdo”, disse.

MPF/RN denuncia Gledson Maia e Kelps Lima

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte denunciou à Justiça Federal o engenheiro civil Gledson Golbery de Araújo Maia e o advogado Kelps de Oliveira Lima. Os dois são acusados de crime de denunciação caluniosa contra Caio César Marques Bezerra, delegado da Polícia Federal, e os agentes José Antônio Aquino e Carlos Benjamin Rodrigues de Lima.

Segundo a denúncia do MPF, tanto Gledson quanto Kelps – este último na condição de advogado do engenheiro – teriam, de forma consciente e voluntária, dado causa à instauração de uma investigação policial contra os três funcionários da Polícia Federal, culpando-os por crimes que sabiam que não haviam sido cometidos.

Gledson Maia e Kelps Lima representaram, em 16 de fevereiro de 2011, contra os membros da PF, alegando que eles teriam feito duas interceptações telefônicas clandestinamente, sendo uma delas supostamente com o intuito de forjar prisão em flagrante. Os dois acusaram os funcionários ainda de realizar um depósito indevido de cheque no valor de R$ 700 mil. Tal cheque foi apreendido em poder de Gledson Maia quando da prisão em flagrante do engenheiro durante o desenrolar da Operação Via Ápia, deflagrada para apurar possíveis irregularidades praticadas por servidores e funcionários de empresas prestadoras de serviços ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT/RN).

Em relação às acusações feitas por Gledson e Kelps contra os agentes, foi instaurada no âmbito da Superintendência Regional da Polícia Federal uma sindicância investigativa, que concluiu pela inexistência de irregularidades ou crimes porventura praticados pelos policiais federais. Vale ressaltar que o cheque de R$ 700 mil apreendido foi depositado em conta remunerada da Justiça Federal, junto à Caixa Econômica Federal, conforme os termos do art. 1º, VI, da Resolução 428/2005, do Conselho da Justiça Federal. Tais fatos eram de total conhecimento de Gledson e Kelps, visto que constavam nos autos da investigação documentos aos quais os denunciados tinham amplo acesso.

Leia maisMPF/RN denuncia Gledson Maia e Kelps Lima

MPF e Polícia Federal deflagram operação “Mão na Bola”

Resultado de imagem para arena das dunas

Investigação trata de possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, desvio de finalidade de financiamento e lavagem de dinheiro relacionados à construção da Arena das Dunas

Na manhã desta terça-feira (10), equipes da Polícia Federal cumprem mandados de busca e apreensão em quatro endereços residenciais da capital potiguar e da cidade de Mossoró. O Ministério Público Federal (MPF) se manifestou favorável à concessão dos mandados requeridos pela PF, solicitou inclusive a ampliação dos locais (pedidos autorizados pela 2ª Vara da Justiça Federal do Rio Grande do Norte) e irá acompanhar toda a análise das informações coletadas.

As buscas foram efetuadas nos bairros de Areia Preta, Lagoa Nova e Lagoa Azul, em Natal; e Nova Betânia, em Mossoró. Os dados obtidos vão subsidiar as investigações que tratam do possível cometimento de crimes de desvio de finalidade de financiamento (previsto no art. 20 da Lei n. 7.492/1986), de lavagem de dinheiro (artigo 1º da Lei n. 9.613/1998) e corrupção ativa e passiva (artigos 317 e 333, ambos do Código Penal), todos relacionados à construção da Arena das Dunas em Natal. O inquérito policial que trata do caso foi instaurado a pedido do MPF, no ano de 2014, e segue em sigilo.

*MPF

Avião militar chileno desaparece com 38 pessoas a bordo

Resultado de imagem para Avião militar chileno desaparece com 38 pessoas a bordo

Um avião Hércules C-1130 da Força Aérea Chilena perdeu contato com radares na noite desta segunda-feira 10. A aeronave partiu da cidade de Punta Arenas rumo à base aérea Presidente Eduardo Frei Montalva, na Antártida, com 38 pessoas a bordo. Cerca de sete horas após o desaparecimento dos radares, a corporação admitiu a queda da aeronave, mas segue desconhecendo a localização onde poderia ter ocorrido suposto acidente. Buscas são conduzidas por sobreviventes.

Segundo a Força Aérea Chilena, o avião decolou às 16h55 (horário local e de Brasília) da Base Aérea Chacabuco, em Punta Arenas, e perdeu contato pouco mais de uma hora depois, às 18h13, quando se dirigia à Base Aérea Antártica Presidente Eduardo Frei Montalva.

De acordo com comunicado do órgão militar, o avião cumpria tarefas de apoio logístico rumo à base aérea Presidente Eduardo Frei Montalva, na Antártica.

Leia maisAvião militar chileno desaparece com 38 pessoas a bordo

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: