Paulinho vai propor plano de governo realizável

Por força da legislação eleitoral os candidatos majoritários que passarem nas convenções partidárias entre julho e agosto, são obrigados a registrarem planos de governo na Justiça Eleitoral, mas o pré-candidato a prefeito de Natal, deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) já tem uma equipe de colaboradores estudando um projeto administrativo, “pra que a gente possa entregar à população um plano de governo realizável”.

O deputado Paulinho Freire explicou, na 96FM, na quinta-feira (9), que “não vai enganar a população, dizendo que vai fazer o que não pode”. Inicialmente, Paulinho disse que “tem que escolher uma boa equipe, para ajudá-lo a fazer algo diferente, estou estudando muito o que é feito em outras cidades”, como é o caso de João Pessoa (PB), onde conheceu centros de referências de atendimentos a autistas e idosos: “Copiar o que é bom não feio”.

No caso dos autistas, o pré-candidato a prefeito do União Brasil alertou que em Natal só existem dois neuropsiquiatras que atendem autistas na rede pública, mas em João Pessoa “as pessoas são atendidas e os filhos estão em desenvolvimento porque passam o dia no centro de referência”. O deputado informou que também deverá visitar Goiânia, a capital de Goiás a convite do governador Ronaldo Caiado (União).

TRANSPORTE
Freire abordou temas como a licitação dos transportes públicos, que não devia ser tema de discussão na Câmara Municipal de Natal, mas uma atribuição do próprio Executivo por se tratar de uma concorrência pública: “Desde que iniciei a carreira de vereador, que se fala em licitação do transporte público, já foi varias vezes para a Câmara e quando assumiu a presidência, disse que não aceitava mais mandar licitação para a Casa”.

Primeiro, segundo Freire, “tem um vício, licitação não precisaria passar pela Câmara, só se fosse concessão, a Câmara tinha de autorizar, e licitação quem faz é o Executivo, já estava errado ai, inclusive o Ministério Público concordou”.

Para Freire, o que falta mesmo “é vontade do Executivo fazer a licitação, tem que ter vontade e realmente fazer, porque a gente precisa melhorar o sistema de transporte público, que é um problema que não é de agora, vem de várias gestões”.

CRECHES
Com relação ao crônico sorteio para a distribuição de vagas de alunos nas creches municipais, Paulinho Freire disse que se vier a ganhar a eleição de prefeito em outubro, “vai ter de dar uma solução a isso, fazendo convênios com escolas particulares, com a prefeitura pagando pelas vagas, e esses alunos não fiquem fora da sala de aula”.

Segundo o deputado, as mães são as mais prejudicadas por não conseguirem deixar filhos nas creches, “é como a mesma questão das crianças autistas, em que 63% de mães e pais de autistas se separa, porque a carga em cima da mãe, geralmente, é muito grande”.

PLANO DIRETOR
Paulinho Freire ainda disse concordar com o prefeito de Natal, Álvaro Dias, quando classifica o antigo Plano Diretor como causador do atraso do desenvolvimento de da cidade por uma década e meia. “Causou prejuízo muito grande a Natal, passamos 17 anos para fazer alteração no Plano Diretor e nos dois anos que o novo Plano está vigente, são quase R$ 2 bilhões em obras em andamento, gerando 16 mil empregos diretos, fomentando a economia da cidade, que depois de estarem prontas, vão gerar IPTU”, exemplificou.

Freire disse que por conta da demora na revisão do PDN, as pessoas migraram para Parnamirim, Extremoz e outras cidades da Grande Natal, afirmando que o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves “foi o melhor prefeito de Parnamirim”, sendo a Zona Norte de Natal “a mais prejudicada”, porque só se podia construir prédios “no máximo de três andares, não se podia fazer nada”.

Paulinho informou que se eleito, já tem apoio do senador Styvenson Valentim, a partir de janeiro de 2025, para levar um centro de imagens e exames de saúde para a Zona Norte de Natal, assim como a garantia de emendas para a instalação de uma usina de asfalto em Natal.

TURISMO
Quanto ao turismo, Paulinho Freire disse que “tem de ser olhado de forma diferente”, como já está ocorrendo com as obras de urbanização das praias da Redinha e Ponta Negra: ”Tudo isso faz parte, porque a cidade não tem industria, 75% é comércio e serviços”.

“Temos que fomentar cada vez mais o turismo, não o sazonal, mas o que pode ficar, turismo de eventos, congressos, tirar da sazonalidade e criar empregos fixos”, defendeu.

CAMPANHA
Paulinho Freire também abordou temas políticos, retrucando criticas que poderão ser aguçadas no período da campanha eleitoral, como o fato de ter sido vice-prefeito na gestão da jornalista Micarla de Souza: “foi cria de Carlos Eduardo Alves, era o vice dele em 2024”. Freire disse que responde “pelos dias que passou na prefeitura, mas a questão de vice não era nem pra ser tocado, porque segundo o ex-prefeito vice é vice”.

O deputado ponderou que “agora estão valorizando muito a vice, diferente da gente, que vai ter companheira de chapa que sabe dos problemas de Natal, não a vice que Álvaro Dias tem hoje, não ajuda em nada”.
Pelo contrário, adiantou Freire, “escolhemos uma mulher preparada (a secretária municipal de Planejamento, Joanna Guerra), que tem uma força de trabalho muito grande e vai nos ajudar muito”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.