fbpx

Petroleiros do RN suspendem greve de 72 horas

Assembleia de petroleiros em Mossoró, RN, durante greve de 72 horas, nesta quarta-feira (30).  (Foto: Sindipetro-RN/Divulgação)

Os petroleiros do Rio Grande do Norte suspenderam a greve de 72 horas iniciada nesta quarta-feira (30) em várias partes do país e que contou com atos em quatro municípios do estado. O sindicato potiguar seguiu a recomendação da Federação Única dos Petroleiros, que recomendou a suspensão da paralisação depois que uma ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) aumentou a multa aplicada contra a categoria no caso de continuidade.

O recuo aconteceu após a ministra Maria de Assis Calsing, do TST, ter aumentado de R$ 500 mil para R$ 2 milhões a multa diária aplicada aos sindicatos dos petroleiros que aderirem à greve.

De acordo com o sindicato, 100% dos petroleiros, sejam funcionários da Petrobras ou de empresas privadas, cruzaram os braços logo na quarta-feira (30), no RN. O ato não prejudicou diretamente a produção automatizada, mas os serviços que dependiam de atuação humana direta não foram realizados.

No estado, os protestos aconteceram em Natal, Mossoró, Alto do Rodrigues e Guamaré, no ativo industrial onde fica a refinaria Clara Camarão. Ainda de acordo com o categoria, a mobilização faz parte da preparação para uma greve por tempo indeterminado que foi aprovada pela categoria antes do início da greve de caminhoneiros no país.

Segundo o sindicato, atualmente existem 2 mil petroleiros ligados diretamente à Petrobras no Rio Grande do Norte e outros 6 mil terceirizados. G1 RN

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: