fbpx

PF prende mulher apontada como organizadora de atos golpistas

A Polícia Federal prendeu, nesta terça-feira (10), Ana Priscila Azevedo, que participou dos atos golpistas que vandalizaram as sedes dos Três Poderes, em Brasília, no último domingo (8). A prisão se deu por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF), em Luziânia (GO), no entorno do Distrito Federal.

Ela é apontada pelas investigações como um dos principais organizadores das manifestações que culminaram em quebradeira e violência. Ana Priscila é administradora de mais de um grupo de Telegram, com dezenas de milhares de membros, e convocada os atos.

Em diferentes momentos, a bolsonarista propôs ações violentas e usou termos como “tomada do poder” e “a Babilônia vai cair”. Já no dia da invasão aos prédios dos Três Poderes, ela aparece em várias filmagens, feitas por ela mesma, em lugares como a rampa do Congresso Nacional, celebrando os atos.

Além disso, Ana Priscila Azevedo esteve no acampamento bolsonarista no QG do Exército, em Brasília, de onde partiu a maior parte dos invasores. Também ajudou a coordenar caravanas vindas de estados como São Paulo, Paraná e Mato Grosso.

Já na segunda-feira (11), um dia após os ataques, ela também publicou vídeos no galpão da Academia da Polícia Federal, em Brasília, para onde estavam sendo levados os presos pelas invasões.

Assim como os demais detidos pela polícia, Ana Priscila Azevedo deve ser indiciada por crimes como golpe ao Estado Democrático de Direito e golpe de Estado, além de vandalismo e danos ao patrimônio público.

O Tempo

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: