Polícia Federal cumpre mandados contra assessor de Temer

Marcelo Calil

A Polícia Federal deflagrou nesta terça (23) a Operação Panatenaico, com mandados de prisão temporária contra o assessor especial da Presidência da República, Tadeu Filippelli, que foi vice-governador na gestão de Agnelo e é presidente do diretório do PMDB no DF.

Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, o delator da Odebrecht João Pacífico afirmou que pagou propina de R$ 2 milhões ao assessor especial da Presidência da República Tadeu Filippelli (PMDB) em 2014.

Segundo a PF, o objetivo da ação é investigar uma suposta organização criminosa que fraudou e desviou recursos das obras de reforma do estádio Mané Garrincha para Copa do Mundo de 2014.

“Orçada em cerca de R$ 600 milhões, as obras no estádio, que é presença marcante na paisagem da cidade, custaram ao fim, em 2014, R$ 1,575 Bilhão. O superfaturamento, portanto, pode ter chegado a quase R$ 900 milhões”, diz a Polícia Federal.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: