Policial militar grávida do RN vira alvo de investigação por fazer ensaio fotográfico usando farda

Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (ACS-PMRN) denunciou nesta sexta-feira (17) que a Polícia Militar abriu um procedimento que pode resultar na punição de uma soldado grávida que fez um ensaio fotográfico usando a farda da corporação.

Procurada, a PMRN não se manifestou até a última atualização deste texto. A 98 FM não conseguiu entrar em contato com a agente de segurança, identificada como Ellen Pegado.

De acordo com a ACS-PMRN, o procedimento foi aberto porque a policial teria usado a farda “em desacordo com o previsto no regulamento de uniformes” da Polícia Militar. Em nota, a associação diz que a abertura do procedimento representa “falta de empatia e sensibilidade” por parte da corporação.

A ACS-PMRN registra que, na Paraíba, o perfil oficial da PM fez recentemente uma homenagem às mães policiais postando justamente a foto de uma policial grávida usando a farda da instituição. E presta solidariedade à policial investigada.

“Fica o nosso questionamento: por que no estado do Rio Grande do Norte a PMRN decide abrir um procedimento para apurar esse momento tão singular que só mostra o enaltecimento e valorização da instituição, indo na contramão das demais polícias militares do Brasil e do apelo social?”, afirma a associação.

A Associação dos Cabos e Soldados oferece na nota assessoria jurídica para a policial se defender. E acrescenta: “Nos preocupamos e mostramos a nossa solidariedade e total apoio em defesa dessa soldado, que desejou valorizar a sua instituição, o seu momento único de ser mãe e o também relevante serviço de rua. Esta policial, que enalteceu estar na rua, deixando seus filhos em casa para estar ostensivamente correndo riscos para defender o povo potiguar, não merece punição. Ela enalteceu a Gloriosa.”

Fonte: Portal 98Fm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.