fbpx

Por 9 a 2, Supremo mantém afastamento de Ibaneis por 90 dias

O Supremo Tribunal Federal decidiu manter, por 9 votos a 2, o afastamento de Ibaneis Rocha (MDB, foto) do governo do Distrito Federal por 90 dias. A medida foi tomada por causa dos atos golpistas realizados por bolsonaristas no último fim de semana.

A Corte também decidiu manter a determinação de prisão preventiva do ex-secretário de Segurança do DF Anderson Torres; e do ex-comandante da PM Fábio Augusto Vieira.

Oito ministros acompanharam Alexandre de Moraes, relator do caso: Gilmar Mendes, Edson Fachin, Carmen Lúcia, Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. Indicados pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, André Mendonça e Nunes Marques divergiram.

Mendonça votou contra o afastamento de Ibaneis e pela decretação de medidas cautelares para Anderson Torres e o ex-comandante da PF. Nunes Marques votou contra o afastamento de Ibaneis e a prisão preventiva para Torres e o ex-comandante. O julgamento ocorreu em plenário virtual.

Hoje, a Corte começou a analisar se mantém ou não a decisão de Moraes que proíbe o bloqueio de vias e de prédios públicos em todo o Brasil.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: