Pré-candidatura de Nunes reúne mais partidos da base de Lula que a de Boulos

Apesar de estar ainda na chamada pré-campanha à prefeitura de São Paulo, o atual chefe do Poder Executivo Municipal, Ricardo Nunes (MDB), já conseguiu reunir sete partidos da base de Lula para o seu palanque.

Até o momento, confirmaram que vão fazer parte da base sustentação de apoio ao emedebista as seguintes siglas: MDB, PL, PP, Solidariedade, Republicanos, PSD, AGIR e Avante. MDB, PP, PSD e Republicanos têm ministérios no governo Lula.

O candidato apoiado pelo presidente da República, Guilherme Boulos (PSOL), atraiu quatro siglas aliadas: o PSOL, o próprio PT, o PDT e o PcdoB. Outro partido da base petista, o PSB, deve ter candidatura própria: Tábata Amaral.

Na noite desta quinta-feira, 22, o Avante oficializou adesão ao palanque de Nunes. Durante evento realizado na sede da sigla, o partido AGIR também anunciou apoio à reeleição do emedebista.

Ainda é esperada a adesão formal do Podemos, do União Brasil e da federação PSDB-Cidadania à candidatura de Nunes.

“Saibam que vocês terão um aliado para todas as horas e para todos os momentos. Este é o compromisso de quem saiu da periferia e hoje é o prefeito da quinta maior cidade do mundo; de quem trabalha para tornar a qualidade de vida dos paulistanos melhor, com humildade e simplicidade, mas com muita dedicação e entrega”, declarou Nunes sobre a adesão destes partidos.

Para o presidente nacional do Avante, o deputado federal Luís Tibé, o partido não poderia ter tido decisão mais acertada ao aderir à frente ampla liderada pelo prefeito da capital paulista:

“Ricardo tem feito uma gestão exitosa, com muita obra, com um olhar voltado ao povo, e isso deve continuar”, ressaltou.

Baleia Rossi, deputado federal e presidente nacional do MDB, valorizou, na oportunidade, a diversidade de partidos que estão no projeto de reeleição de Nunes:

“Hoje, recebemos o apoio de siglas de centro, de direita e de centro esquerda, que têm capilaridade para chegarem em todos os cantos desta cidade”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.